Eu e o Espírito Santo (1)

Eu e o Espírito Santo (1)

Todos os projetos de Deus para cada um de nós quando não são realizados os únicos culpados somos nós.

Tudo aquilo que sonho para minha vida será mais provável que aconteça quando busco a ajuda de Deus da mesma forma de outras pessoas. Esta é a finalidade sermos membros de uma igreja.  Da mesma forma que tenho a presença do Espírito Santo em minha vida, Ele também coloca as pessoas corretas e necessárias que estarão me ajudando ao longo do caminho.

No entanto, não podemos esquecer jamais que o Espírito Santo é uma pessoa e é ele o nosso socorro, nossa ajuda bem presente seja qual for a situação. Assim, em nossa vida espiritual nossos projetos serão realizados quando temos uma relação profunda e de intimidade com Ele.

Nós relacionamos com pessoas e não com coisas e isto se dá de maneira bem clara com o Espírito Santo. Ele não é por mérito uma terceira pessoa, muito menos apenas um poder, uma luz, um vento ou qualquer outra definição – Ele é uma pessoa e é por isto que como pessoa tem sentimentos, vontades e pensamentos sobre nós.

Em Atos 1.8, antes de Jesus ser levado aos céus, deixou claro aos seus discípulos: “Mas recebereis a força do Espírito Santo que virá sobre vós, e sereis minhas testemunhas em Jerusalém, em toda a Judéia e Samaria, e até aos confins da terra. “

Perceba que os discípulos naqueles dias e nós nos dias de hoje recebemos o Espírito Santo e Ele em nós manifesta o Seu poder. Não recebemos uma luz, um poder, um dom, mas a Pessoa do Espírito Santo.

O objetivo de Deus não é que tenhamos relacionamento com o poder do Espírito Santo, sim que o manifestemos com a condição de conhece-lo e se relacionar de maneira profunda com Ele. Por isto Jesus deixa bem claro: “Muitos me dirão naquele dia: ‘Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome e em teu nome não expulsamos demônios e em teu nome não fizemos muitos milagres?’ Mateus 7:22.

Quem são estes desconhecidos de Deus, mas que fizeram grandes obras do reino? Aqueles que apenas conheceram o poder do Espirito Santo e não a Pessoa do Espírito Santo.

Da mesma forma com Jesus, muitos desfrutaram do poder de Jesus, receberam milagres, curas, ouviram, mas não o conheceram, não se relacionaram com Ele.

Nós não nos ligamos a poder, mas ao Espírito Santo como uma pessoa. Tudo o que recebemos de Deus é através de Seu Espírito.

Se você tem um sonho, um objetivo para sua família, realizações profissionais, uma vida ministerial específica, próspera e abundante, buque o Espírito Santo em sua vida, não o poder, pois quando estiver cheio do Espírito, o Seu Poder se manifestará e tornará realidade não apenas o que você sonhou para a sua vida, mas o que Deus projetou e sonhou para que se cumpra em você.

A chave para o sucesso e a vitória está em como você se relaciona com o Espírito Santo.

Existem vários tipos de relacionamentos tais como pessoas conhecidas, colegas, amigos, etc. e da mesma forma em nossas amizades teremos vários níveis e estes tipos, vários níveis ou intensidade nos relacionamentos.

Existem diferentes níveis de profundidade em amizades.

O mesmo acontece com Deus. Ele quer que estejamos perto dEle . Quanto mais perto eu estou, posso contemplá-lo melhor e mais parecido com Ele serei.

Existe pessoas que nos seus relacionamentos são indiferentes para com as outras pessoas. Eles não se importam. Imagine este tipo de relacionamento com o Espírito Santo? Como alguém pode ser próspero e bem sucedido se não se importa com aquele que mais se importa para consigo?

Outro fato importante é que os níveis de comprometimento nos relacionamentos dependem de você. Você é o único que determina o nível de relacionamento que você terá com as pessoas. O mesmo acontece com o nosso relacionamento com o Espírito Santo. Ele sempre está disposto e desejoso em se relacionar de maneira intensa conosco, mas somos nós que vamos dizer sim ou não a este relacionamento, que vamos dizer até que ponto este relacionamento estará interferindo em nossas vidas.

Quando o homem se encontra com Jesus, isto se dá através da revelação do Espírito Santo e a partir daí você é quem decidirá qual o nível de relacionamento que você terá com Ele, é sua própria escolha.

Não basta ser um membro da igreja, ouvir belos sermões, ler toda a Bíblia, dar ofertas, vir à igreja. Essas coisas não relevantes como evidencia de qual nível relacionamento que eu tenho com Deus. São necessárias e devemos praticar, mas veja que muitas pessoas seguiram a Jesus, receberam milagres dele, desfrutaram dos milagres, ouviram seus ensinamentos – imagina você ouvir uma mensagem não de um homem como eu, mas da própria boca de Jesus, mas não desejaram um relacionamento íntimo e profundo com Ele e assim é nos dias de hoje.

Jesus antes de ser levado aos céus (At. 1.8) não disse: “Eu vou voltar para o céu e vou deixar o meu poder com vocês. ” Deixou bem claro, vou enviar para vocês o Espírito Santo e Este quando vier sobre vocês, encherá a vida de vocês com poder e serão minhas testemunhas. ” Portanto, no dia de Pentecostes não veio um vento, línguas de fogo, poder, veio sobre eles para habitar neles, para se relacionar com eles a pessoa do Espírito Santo.

Existem pessoas que estão perto de você, se dizem amigos ou colegas ou até mesmo seguem você apenas para receber alguma coisa boa. Da mesma forma existe este relacionamento com o Espírito Santo.

Uma grande parte das pessoas estão frequentando igrejas em busca de receber os benefícios do Reino, mas não estão preocupadas em ter um relacionamento íntimo e profundo com o Rei, como Mestre, com o Espírito Santo, pois sabem que este relacionamento exigirá compromissos que certamente não desejam abrir mão. Esquecem que relacionar-se profundamente com o Espírito Santo, com motivações corretas estará desfrutando muito mais do que aquilo que se deseja e pensa.

Atente para uma coisa: Uma igreja não é movida pelo poder, mas pela presença do Espírito Santo. Se a igreja conhecer apenas o poder do Espírito Santo estará longe daquilo que Deus planejou para ela.

Pessoas que são movidas pelo poder tem relacionamentos casuais com o Espírito Santo. São como aquelas pessoas que gostam de “ficar”, “sair” com o Espírito Santo, desfrutar de alguns momentos bons, mas Deus, muito pelo contrário, quer que você tenha uma relação duradoura, permanente, contínua que se estenderá até a eternidade.

Lembro-me de ler sobre um pastor e escrito, John Deerk. Um homem que tinha ido para Seminário, fez vários cursos de treinamento, treinava pessoas, sabia pregar como ninguém, teólogo, mas depois de 35 anos, ao refletir sobre como era o seu relacionamento com o Espírito Santo, percebeu que entendia muito bem das coisas do Espírito, mas não O conhecia em sua realidade – como uma pessoa.

Aquele homem chegou à conclusão de que sua motivação para ler a Bíblia era pregar bem e treinar as pessoas, para mostrar que ele tinha conhecimento, para ter argumentos e conhecimentos a fim de refutar, discutir, debater sobre todos os assuntos. Mas um dia percebeu que o desejo de Deus era muito mais que isto. Não via e se relacionava com Deus como pai; não tinha Jesus como seu irmão mais velho, e muito menos entendia que o Espírito Santo é o seu melhor amigo. Poderia dizer como Jó: “Meus ouvidos já tinham ouvido falar de você, mas agora os meus olhos te viram.” Jó 42:5

Deus nos dá a oportunidade de fazer nossas escolhas. Deus não é vingativo, não anda com um chicote punindo-nos pelas escolhas que fazemos. Deus não está com raiva de nós quando desobedecemos. Quando nossos filhos desobedecem e ficamos com raiva logo partimos para bater e muitos até mesmo espancá-los, mas quando amamos, não punimos, disciplinamos com amor e compaixão.

Deus sempre está dizendo ao homem: “Querido, tenha cuidado. Cuidado com a maneira como você está andando, cuidado com suas escolhas, cuidado com suas decisões e isto se dá pela presença do Espírito Santo em nossas vidas. Nada se pode esconder do Espírito Santo.

Abra seu coração para ele. Ele sabe de todas as coisas. Não finja para Ele, chore com Ele, diga para Ele tudo o que você pensa, sente, seus fracassos, suas falhas, seus desejos, pois é isto que Ele espera de mim e de você, uma demonstração de uma amizade profunda. Não seja formal para com Ele. Não O veja como alguém que apenas está criticando ou censurando a sua vida, mas aquele que está lhe mostrando um nível e qualidade de vida que está acima de toda esta vida que o mundo pode oferecer.

Ele não tem culpa de suas escolhas erradas. Ele não reprova ninguém, o próprio homem se reprova. O Apóstolo Paulo diz que devemos nos apresentar como pessoas aprovadas e são nossas atitudes que nos aprovam.

Um convite que lhe faço: avalie como está o seu relacionamento com o Espírito Santo. Não procure pecados, atitudes erradas da sua vida porque são muitas, mas avalie como está o seu relacionamento com o Espírito Santo.

Que Deus os abençoe ricamente e abundantemente

Marcos Paiva, Pr. e Dr.

Mensagem pregada na Igreja Vida Nova

www.novavidaniteroi.org.brhttp://facebook.com/invniteroi

01 de junho de 2014 – Manhã

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s